sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Boa notícia

Luciana, eu só fiquei sabendo do desconto de 80% através da empresa aérea, no meu caso a Gol. Pra vc ter uma idéia, eu comprei as passagens pela agência, paguei a vista e a menina sequer sabia como o meu filho iria embarcar. Me disse que eu teria que ligar lá que eles imformariam. Quando liguei, percebi que ninguém sabia de nada, era como se nunca tivessem tipo um passageiro com tetraplegia. Eles só sabiam me dizer que ele não poderia ir no meu colo, então eu lhes dizia que ele não conseguia segurar o tronco, que para sentar sozinho ele precisaria de cinto no tórax. Os atendentes estavam totalmente perdidos, porém me informaram do desconto, me concederam o desconto através de reembolso, já que eu já havia pago o valor normal da passagem, claro, isso após enviar dois formulários médicos preenchidos pelo pediatra, informando todas as suas necessidades, inclusive o fato de ser dependente pra todas as atividades o que comprova a necessidade do acompanhante. Depois de enviado as guias para a empresa, recebi uma ligação informando que o médico deles havia autorizado o embarque dele normal e a decolagem e aterrisagem o Lu deveria ficar no meu colo.

Quanto a cadeira motorizada, eles dizem que é carga perigosa, não sei como funciona seu transporte...

Depois eu voltei na agência e informei a atendente qual o procedimento e sobre o nosso direito ao desconto. Eles estavam totalmente desinformados!! e pior é que não eram só eles, os atendentes da empresa aérea também!!

Não sei se resolveria, mas pensei se não seria melhor vc ir na promotoria do seu bairro e explicar o seu caso, ou até mesmo com um advogado particular, pedir uma liminar, lhe assegurando que as vagas serão reservadas pra vcs no dia, sem que vcs precisem chegar com muito tempo de antecedência.

Depois nos diga o que aconteceu...

Fica aqui as dicas pros pais:

- portador de necessidades especiais que não seja autônomo e precise de acompanhante, este acompanhante (pode ser a mãe) tem direito a 80% de desconto no valor de sua passagem sobre a tarifa do portador, ou seja, em caso de criança (como o Gui), no valor da tarifa de criança. Não sem antes, passar por muita briga e burocracia, mas é possível!

- pontos e milhas acumulados em cartões de crédito e viagens, podem ser descontados SEMPRE, desde que a agência de turismo tenha disposição pra bater boca com as operadoras.

- pessoas que definitivamente terão dificuldades para viajar: os que necessitem de macas e os que tenham cadeiras de rodas elétricas (algumas companhias não aceitam o embarque e nem mesmo o transporte da cadeira elétrica).

Quem quiser conversar mais com a Luciana pode entrar em contato pelo e-mail: ltgalante@gmail.com

Bjks a todos!!
Comentários
0 Comentários

0 comentários: