terça-feira, 23 de outubro de 2012

Tolerância 0


Como disse o ultimo urologista com o qual passamos em consulta, a arrogância médica é um grande problema. Como me cansa ir a um a consultório médico e ser atendida por uma pessoa que como já disse aqui parece mais ser especialista em chucrologia. Nem sei para que acrecitar em um Deus invisível se temos certos tipos de médicos que agem como sendo o próprio encarnado...

Nada mais interessa para eles a não ser que façam o que mandam e não queira saber para quê, qual a importância do procedimento, afinal você não estudou medicina e eles sim "sabem o que fazem"... Quanta petulância pode haver em um ser humano... é impressionante!

Levei meu filho hoje a um pediatra para que avaliasse se está bem para um procedimento cirúrgico e sem dar muita importância ao que eu dizia a mesma disse para mim que eu "preciso" vacinar meu filho contra meningite ao analisar seu cartão de vacinas.
Fiquei até assustada pois nunca ouvi um pediatra sequer informar sobre os riscos de uma infecção dessas e lhe perguntei porque ela estava me dizendo isso, se estava tendo algum surto.
Rispidamente ela me responde que sim e que ela é muito perigosa.
Eu disse a ela que sabia, que meu filho mais velho teve duas, uma bacteriana e uma viral e que não vacinei o mais novo por conta do valor que há seis anos atrás quando paguei a vacina do Lucas já custava muito caro.

Para mim a conversa já estava encerrada mas ela com sua santa sabedoria precisava continuar a fazer o "trabalho" dela e me disse que eu deveria então juntar dinheiro para pagar a vacina, pois a gente não pode arriscar, afinal nunca sabemos o que pode acontecer amanhã...
Ainda ficou me dizendo mais - tem muitos pais daqui, mesmo não tendo muitas condições, que já aplicaram a vacina, eles são bem conscientes, até mais do que os pacientes do meu consultório que têm como pagar...

Uou! Será que estou sensível demais ou de fato pareci a mãe mais sem consciência do mundo?

Orientar os pais sobre o melhor para seus filhos é ótimo e necessário. Mas isso passa longe de orientação.
Afinal sai de lá com a prescrição não só da meningite mas também da pneumo e hepatite e olha que fui lá por outro motivo hein!?

Só espero que ela não venha depois me indicando uma clínica para aplicar as vacinas... 

Infelizmente, meu filho Victor está mesmo sujeito a ter meningite assim como milhões de outras crianças, e até mesmo o Lucas que já se vacinou contra a meningite C também está, já que existem outras bactérias menos comuns mas tão perigosas quanto essa, mas vale lembrar que a doutora também não sabe o que pode acontecer amanhã, então ela pode cair, bater a cabeça e ficar com sequelas... pode perder seus movimentos ou até mais que isso em um acidente de trânsito... como infelizmente acontece com muitos...

Doutora querida, acho melhor a senhora não sair mais de casa! A gente realmente nunca sabe o que pode acontecer amanhã...  

Obs.: Chucrologia (chucro - selvagem, bravio, intratável + logia - elemento que exprime a noção de estudo, ex.: morfologia) extraído do dic. dos intolerantes.



Comentários
0 Comentários

0 comentários: