segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Educação inclusiva: Um passo a mais

Não foi nada fácil fazer a inclusão do Lucas na escola regular. Tivemos medo, insegurança... Foram muitas desilusões, conversas, reuniões, pedidos, idas e vindas em escolas, Diretoria de Ensino, Conselho Tutelar até chegar finalmente na Promotoria de Justiça em 2011. Apesar de todos os meus esforços, confesso que já estava para entrar no time daqueles que não acreditam nem um pouco na inclusão pois mesmo com o auxilio da justiça, nada tinha acontecido até agora...

Meu dilema nas ultimas semanas era o que fazer em relação a inclusão de Lucas na escola regular já que desde 2010 quando foi matriculado não tem professor especializado e nem mesmo um cuidador.
Esse ano teve recorde de calças molhadas de xixi e um número insignificante de atividades para ele fazer em casa, o que deixa não só a mim insatisfeita mas a ele também.

Lucas já me deixou claro em vários momentos que sabe tudo o que acontece a sua volta e que sofre com essa "inclusão" que temos hoje. Mesmo assim é feliz indo a escola, aprende coisas novas e evolui. Por isso nossa insistência para que a inclusão avance cada vez mais.
 
Surpreendentemente recebi a notícia de que ano que vem terá cuidador em todas as escolas estaduais. E é um alívio saber disso porque enfim, vale a pena lutar pelos nossos direitos.

Como as coisas acontecerão no ano que vem não sei, mas acredito que as mudanças virão para melhorar a qualidade de vida dos alunos com deficiência. Torço para que assim outras crianças que ficam em casa o dia inteiro possam ser incluídas na escola com mais segurança e conheçam uma vida diferente, com mais ânimo, alegria e avanços.

Semana passada preenchi formulários sobre o material que deveria ser usado pelo cuidador e hoje outro formulário referente a ida do cuidador para a escola. Minha preocupação não acabou. Escola é lugar de aprender e essa questão ainda precisa ser resolvida mas fico feliz por essa conquista. Talvez meu filho não tenha a oportunidade de aprender mas continuarei lutando em prol disso, pois sei que outras crianças irão se beneficiar de mais essa conquista que virá, espero eu, em breve... quem sabe no natal de 2013?

Infelizmente a tendencia é demorar mas dependendo da quantidade de pessoas que estiverem nessa luta tenho certeza que será logo logo... então vamos lá, juntos chegaremos mais rápido!!








 
Comentários
0 Comentários

0 comentários: